segunda-feira, 14 de março de 2011

A captura dos Navios Bela Esperança !



Para continuarem ao combate ao outro navio, e leva os prisioneiros ao porão.
Quando de repente, o outro navio não respondia, mas ao combate, parou de atirar.
O seu navio começou a muda a direção. Se aproximando cada vez, mas do qual a Elizabeth se encontrava, daí Merolly percebera que a Elizabeth tinha também obtido êxito na missão, e riu. Mandou um dos seus marujos, olharem as condições do navio, e se poderiam navegar ou se estava muito danificado que teriam que explodir-lo. Em alguns minutos, retorna o marujo, e informar que o navio esta danificado, mas que só poderia arruma no ancoradouro, mas que poderiam fazer-lo navegar ate lá.
Ela balançou a cabeça que assim fosse feito, ele se retirou para acatar as ordens recebidas, e leva o Capitão sua tripulação para o porão. Ela vai e retirar sua pistola levantou para o alto e atirou. Era o sinal para Elizabeth, que estava tudo bem e que tinha sido tudo de acordo o combinado, não demorou muito, veio à resposta do outro navio, dois tiros.
Elizabeth  que no outro navio, estava mostrando ao seu marujos e a tripulação do navio saqueado. Que não era de brincadeira, tinha acabado de atirar no capitão, pois ele não acatou suas ordem, e ela  deve que mostra aos homens quem mandava ali .
Como ela ouviu o sinal de Merolly, aproveitou e atirou no capitão como sinal e riu.
E falou alto:
Aqui só foi um aviso, quem não obedece, será jogado aos tubarões. Merolly se assenta no para-peito da proa do  seu navio, e fica olhando os corpos dos feridos sendo jogados no mar, como os dos mortos também.

Nenhum comentário:

Postar um comentário